INFO-MOÇAMBIQUE
Accueil du site > INFOS > Chissano compara actual tedência da globalização similar a escravatura

Chissano compara actual tedência da globalização similar a escravatura

vendredi 1er mars 2002

Washington (AIM) - O Presidente moçambicano, Joaquim Chissano, disse que a menos que se adoptem novas regras de jogo que assegurem que todos tenham ganhos iguais na prossecução da globalização económica corre-se o risco de se tornar numa coisa má para a maioria dos povos, tal como foi a escravatura, que não tendo sido globalização como se conhece a actual, no fundo foi também, mas no sentido mau.

Proferindo uma concorrida conferência no recem-construido "Woodrow Wilson Center" em Washington, Chissano voltou a defender que é imperioso que não se aceite apenas teoricamente que os actuais metodos da cooperação internacional não são justos, mas que se impõe a sua rápida correcção, para que as trocas comerciais sejam um processo de "ganha-ganha" (win-win).

Chissano introduziu a tese de que a escravatura que trouxe negros para as Américas e Europa "foi uma forma de globalização", mas que também pecou porque não se baseou na "promoção da digninidade humana, justiça e igualdade".

Ele fez ver que apesar de que agora não se está vendendo homens como mercadorias, o certo é que com trocas tão desiguais acaba-se prejudicando os que nada ganham com o suor do seu trabalho, ou dos recursos dos seus países. Fez ver que sem justiça a paz porque o mundo sempre sonhou nunca será uma realidade, ao mesmo tempo que os pobres serão sempre alvos vulneráveis dos promotores do terrorismo e dos conflitos armados.


Suivre la vie du site RSS 2.0 | Plan du site | Espace privé | SPIP | squelette